Close
0
  • Alan Dinali

Como vencer a pornografia e os pensamentos carnais

Um dos maiores problemas enfrentados por homens e mulheres na atualidade é o vício pornográfico. Cada dia mais as pessoas perdem horas de relógio consumindo conteúdos de apelo sexual. Um problema que até pouco tempo estava diretamente ligado ao público masculino, hoje atinge também o público feminino. O chamado Softcore ou “Pornô para mulheres”. É muito fácil encontrar a pornografia, mas o difícil é abandonar a prática. Não precisamos listar as consequências desastrosas dessa prática, pois quem vive esse problema sabe como encontra-se preso em cadeias emocionais terríveis que destroem relacionamentos e consomem a si próprio. Mas o objetivo desse artigo e trazer paz e uma luz para o coração daqueles que se encontram sofrendo desse problema.

1º TUDO COMEÇA COM UMA MUDANÇA DE HÁBITOS

Quando nos deparamos com esse problema é muito fácil encontrarmos artigos, sermões e mensagens dizendo que o viciado precisa parar com o vício. Quem nunca enfrentou esse problema não sabe o grau de dificuldade de simplesmente “para de ver”. Pornografia é como um alimento cotidiano e como estamos tão acostumados a comer doces e gorduras é praticamente impossível fazermos uma dieta rígida, ou seja, pararmos de comer tudo.  No início tudo são flores, mas aos poucos o corpo pedirá aquele tipo de alimento de uma forma tão irresistível que mesmo que a pessoa pense que será apenas um pouquinho, após alguns dias voltará a comer tudo novamente. Existe ainda outro fato a ser analisado. Quando fazemos uma dieta e não vemos um resultado imediato, certamente deixaremos de lado e voltaremos as antigas práticas. A dificuldade de largar a pornografia está no fato de que uma hora o corpo pedirá tão intensamente que você consuma conteúdos eróticos que será praticamente impossível resistir. Toda restrição gera compulsão. Mas existe uma forma de vencer. Mas essa vitória só será conquistada se você mudar seus hábitos gradativamente. Olhe o que diz Romanos 12.1-2: E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.”

Em primeiro lugar não se conforme com esse pecado. Reaja. Lute. Tenha aversão a pornografia. Mude seus hábitos diários, procure um esporte para praticar, tenha um hobby, algo que te tire da frente do computador ou te afaste de conteúdo pornográfico, frequente mais a casa do Senhor, evite passar tempo na internet, crie o hábito de ler livros, livre-se do vício em games, Inicie seu dia com oração e leitura bíblica, coloque uma fotografia de sua família próximo ao computador, mude seu wallpaper e coloque as foto de sua família ou sua esposa, mesmo que não tenha o dom de cantar aprenda louvores e ensaie cânticos, pois a música abre a alma e conecta nosso espirito a Deus, saia com seus amigos, saia com seus pais, sai com sua esposa e seus filhos, etc.. Essas são algumas atitudes que te ajudaram a vencer esse problema, pois reduzirão seu tempo de consumo pornográfico. Mas não pense que será de uma hora para outra. Para vencer a pornografia são necessários anos. Não tenha isso como uma forma de desânimo, pelo contrário, tenha isso como motivo de vigilância e persistência. Confie no Senhor que ele te ajudará a vencer seu problema.

2º CULTIVE RELACIONAMENTOS.

Sempre que estiver impulsionado a pecar lembre-se de sua comunhão com Deus, de sua esposa, de seus filhos, se seus pais, etc… Pense o quanto você ficaria triste se sua esposa estivesse te traindo, porque o consumo pornográfico é uma traição. Pense como seria desastroso para você ver seus filhos com o mesmo vício que o seu. Pense que aquela mulher que está naquele vídeo poderia ser sua esposa ou sua filha. Como você se sentiria. Eu não quero gerar um sentimento de revolta pessoal, pelo contrário, desconte tudo na pornografia. Não perca tempo nessa imundice. Diga pra si mesmo: Eu não consumirei isso porque estou entristecendo a Deus, estou perdendo o sentimento por minha esposa, não quero que meus filhos tenham o mesmo caminho, não quero ser um desgosto para meus pais. Com essa atitude você começará a pensar mais nas pessoas que estão sendo afetadas indiretamente por esse problema e não somente em você. A pornografia te torna egoísta. O seu prazer é o único que importa e você começa a tratar as pessoas como objetos. Conservando relacionamentos será um segundo passo para vencer o problema. Tenha um confidente para falar de seu problema, mas deve ser alguém de confiança. Seu pastor, sua esposa, seus pais ou um amigo fiel certamente te ajudaram a enfrentar juntos essa batalha. Além de que te dará receio de consumir conteúdo erótico e confidenciar novamente para a pessoa. Invista seu tempo naquilo que realmente valerá a pena. Encha seu coração na presença de Deus e deixa que o Senhor te dê o escape. Preencha seu coração com amor. Ame ao próximo e ame a si mesmo.

Tenho-vos dito essas palavras para que a minha alegria permaneça em vós e a vossa felicidade seja completa. E o meu mandamento é este: que vos ameis uns aos outros, assim como Eu vos amei. João 15-11,12

Que sua oração seja: “ Senhor, perdo-a me por meus erros. Mais uma vez coloquei diante dos meus olhos coisas imundas que te entristecem. Purifica o meu coração e aumenta minha comunhão contigo. Encha meu coração de paz. A paz que foi conquistada por mim na Cruz do Calvário. Aumenta meu desejo pela minha esposa. Aumenta o amor e coloque uma barreira que impeça minha infidelidade. Aumenta o amor por meus filhos e ajuda-os Senhor para que não enfrentem esse problema. Abençoe meus pais e continue usando-os como um canal de bênçãos em minha vida e por fim Senhor, transborde o meu coração de teu Espírito e ajude-me a transformar a minha mente segundo a tua vontade. Amém.

Graça e Paz

Ir. Alan Dinali

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *