Close
0
  • Alan Dinali

Em busca da Cura Divina – A raiz do Problema – Parte 01

[adinserter block=”1″]

“Tudo sucede igualmente a todos; o mesmo sucede ao justo e ao ímpio, ao bom e ao puro, como ao impuro; assim ao que sacrifica como ao que não sacrifica; assim ao bom como ao pecador; ao que jura como ao que teme o juramento.” – Eclesiastes 9:2

Uma das maiores buscas do ser humano na atualidade é a qualidade de vida. Muitos encontram nas práticas esportivas ou em práticas espirituais uma forma de melhorar sua saúde, prolongar seus dias e evitar as doenças. Pode-se dizer que muitos até conseguem feitos históricos, mas uma hora ou outra serão acometidos por alguma enfermidade. Seja ela de caráter espiritual ou físico, o processo de cura as vezes levará dias, décadas ou a doença será incurável. Nenhum dos homens está livre de enfrentar em sua vida uma doença.

Uma coisa é certa: A raiz de toda enfermidade é o pecado. No jardim do Éden não havia doenças físicas, amarguras e sofrimento. Era um lugar perfeito e pleno, mas por causa da Queda, o homem passou a ser mortal e a sofrer com as doenças. A enfermidade pode ser consequência tanto da natureza adâmica quanto de uma vida desregrada.

O tipo da raiz: Pode ser uma raiz espiritual ou física.

 

  1. Vida desregrada: Falta de higiene adequada, sono insuficiente, descuidos com a alimentação, abuso de medicamentos, drogas, cigarros e bebidas alcoólicas, desgaste excessivo do corpo, acidentes por imprudência, negligencia ou imperícia, etc… A culpa não será de Deus ou do Diabo que sempre leva a fama.

 

  1. Permissão de Deus: Deus permitirá que o homem seja acometido por alguma enfermidade com um proposito individual ou coletivo para que o nome dele seja glorificado.

 

Olhe o que Jesus falou para as Irmãs de Lazaro: “Então as irmãs de Lázaro mandaram dizer a Jesus: “Senhor, aquele a quem amas está doente”. Ao ouvir isso, Jesus disse: “Essa doença não acabará em morte; é para a glória de Deus, para que o Filho de Deus seja glorificado por meio dela”. – João 11:3,

 

Devemos entender também que as vezes não receberemos a cura, pois Deus tem um proposito que enfrentemos aquela dificuldade por um espaço de tempo ou por toda a nossa vida.

 

Veja o que Deus fez na vida de Paulo: “E, para que não me exaltasse pela excelência das revelações, foi-me dado um espinho na carne, a saber, um mensageiro de Satanás para me esbofetear, a fim de não me exaltar. Acerca do qual três vezes orei ao Senhor para que se desviasse de mim.”2 Coríntios 12:7,8

 

Só conseguimos resolver um problema se arrancamos a sua raiz. Precisamos buscar a fonte da doença ou enfermidade para encontrarmos o caminho para a cura. Deus ele deseja nos curar como vemos em Mt 8.2,3

 

“Um leproso, aproximando-se, adorou-o de joelhos e disse: “Senhor, se quiseres, podes purificar-me! “Jesus estendeu a mão, tocou nele e disse: “Quero”. Seja purificado”!” Imediatamente ele foi purificado da lepra.”

Mas devemos buscar a Deus para entendermos o propósito de passarmos por esse momento de dificuldade. Na segunda parte abordaremos como devemos nos comportar diante da enfermidade.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *